logo wagner advogados
Há mais de 30 anos defendendo exclusivamente os trabalhadores | OAB/RS 1419
Presente em 12 estados.

Venda de créditos inscritos em precatório gera grande prejuízo

Home / Informativos / Wagner Destaques /

25 de janeiro, 2021 por Luiz Antonio

Convém ter cautela e buscar informações antes vender créditos já inscritos no orçamento da União.

O escritório Wagner Advogados Associados tem respondido questionamentos de clientes que receberam propostas para venda de créditos judiciais, os chamados precatórios judiciais. A intenção de quem entra em contato é adquirir o crédito por um valor menor e receber, posteriormente, o valor integral devido.

Tal prática, por si só, não é ilegal. Entretanto, os contactantes possuem informações sobre o montante devido, número de processo, número de CPF e telefone dos servidores. Não se sabe como, em um horizonte de milhares de pessoas que possuem créditos judiciais, são obtidos dados dessa relevância. Em razão de ser absolutamente questionável tal procedimento, este fato já foi levado à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal.

Por outro lado, é importante saber que os precatórios inscritos no orçamento da União vêm sendo pagos em dia pelo Governo Federal, sendo um péssimo negócio vender, por um valor abusivamente menor, um crédito que vem sendo pago no prazo legal. Os créditos inscritos até 01 de julho de cada ano são pagos até o final de dezembro do ano seguinte.

Recomenda-se àqueles que já receberam algum tipo de contato dessas empresas com esse intuito (ligações, mensagens de texto, cartas, etc) que entrem em contato imediatamente com os advogados, que prontamente informarão o prejuízo financeiro decorrente de eventual venda desses precatórios.

Nos acompanhe nas redes sociais:

WhatsApp: (61) 3226-6937
Facebook: @WagnerAdvogados
Instagram: @wagner_advogados
Twitter: @W_advogados
Canal WAA: bitly.com/canalwaa

Fonte: Wagner Advogados Associados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

App - Wagner Advogados