logo wagner advogados
Há mais de 30 anos defendendo exclusivamente os trabalhadores | OAB/RS 1419
Presente em 15 estados.

G1: AGU vai recorrer de decisão que suspende corte de ponto de servidor

Home / Informativos / Leis e Notícias /

26 de julho, 2012 por Poliana Nunes

A Advocacia Geral da União (AGU) trabalhará para reverter a decisão judicial que suspendeu o corte de ponto dos servidores federais em greve, informou nesta quinta-feira (26) a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior. Ela lembrou que também tinha sido suspensa, pela Justiça, a divulgação dos salários dos servidores, o que foi posteriormente revertido."Acreditamos que a greve é um direito dos trabalhadores, desde assumam todas as consequências destes atos. Não é uma decisão ou não de cortar o ponto. Quando falta ao trabalho, tem o dia descontado. Nos parece depropositado não trabalhar e ganhar salário", acrescentou a ministra do Planejamento.Miriam Belchior afirmou ainda que o governo está "sintonizado" para que as eventuais greves não tenham "efeito importante sobre a vida das pessoas e sobre a economia". "O decreto sobre a garantia dos serviços essenciais, principalmente nos portos, são reflexo desta atenção do governo", disse ela.  Sobre as propostas de reajuste salarial para os servidores, Miriam Belchior informou que o governo está "refazendo" as contas para saber quais propostas podem ser feitas de "maneira responsável". "Estamos ultimando contas do orçamento para apresentar se poderemos atender, e o que poderemos atender", declarou ela. Belchior repetiu que as propostas do governo serão apresentadas no fim de julho ou início de agosto.No caso da proposta para os professores das universidades e institutos técnicos, a ministra do Planejamento afirmou que uma entidade de representação da categoria já aprovou. "Acreditamos que, no que se refere aos professores, será possível fazer acordo", disse ela.Fonte: G1 -26.07.2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

App - Wagner Advogados