logo wagner advogados
Há mais de 30 anos defendendo exclusivamente os trabalhadores | OAB/RS 1419
Presente em 15 estados.

Correio Braziliense: servidores técnico-administrativos aceitam proposta de reestruturação

Home / Informativos / Leis e Notícias /

19 de agosto, 2012 por Poliana Nunes

Em reunião na noite desta sexta-feira (17/8), representantes do comando de greve Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (Fasubra) decidiram aceitar nova proposta de reestruturação de carreira apresentada pelo governo. A categoria cruzou os braços em 11 de junho.O percentual de reajuste salarial continua o mesmo, 15%, a diferença são os aumentos concedidos para aqueles que possuem qualificação. “A proposta ainda ficou aquém do que nós estávamos reivindicando, mas foi o possível no momento. Esperamos que o governo aprenda com essa movimentação e passe a negociar de maneira mais transparente e aberta”, defende o coordenador geral de organização sindical da Fasubra, Ronaldo Ribeiro. O reajuste será concedido em três parcelas de 5%, nos anos de 2013, 2014 e 2015. Além disso, foi concedido aumento aos servidores de acordo com a qualificação, para nível médio, superior e especialização. O governo também ofereceu degrau de 3,7% entre os níveis da carreira em 2014 e de 3,8% em 2015. Hoje, o a diferença entre os níveis é de 3,6%.No início da próxima semana os servidores devem se reunir para decidir como será a retomada das atividades. “Essa data deve ser definida após a assinatura do acordo com o governo, que está prevista para quarta-feira (22/8)”, explica Ronaldo. Entenda o caso A primeira proposta do governo aos servidores das instituições federais ocorreu em 6 de agosto, depois que as negociações com os professores foram dadas como encerradas. Com a nova oferta, o governo deve destinar R$ 2,9 bilhões nos próximos três anos ao reajuste. Para 2013, o custo será R$ 670 milhões.Fonte: Correio Braziliense – 18.08.2012 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

App - Wagner Advogados