logo wagner advogados
Há mais de 30 anos defendendo exclusivamente os trabalhadores | OAB/RS 1419
Presente em 13 estados.

ANS aprova compra da Amil pela UnitedHealth

Home / Informativos / Leis e Notícias /

23 de outubro, 2012 por Poliana Nunes

"Em relação à participação do capital estrangeiro nesta operação é importante destacar que isso já ocorre no Brasil desde 1997. Faz parte, inclusive, do cotidiano das empresas cujo capital, diretamente ou por meio de controladoras, seja objeto de negociação em bolsa de valores, na qual é livre o acesso aos investidores estrangeiros", informou a ANS, por meio de nota. Alguns especialistas do setor de saúde chegaram a questionar a negociação porque é proibida a participação de capital estrangeiro em hospitais e a Amil é dona de 22 hospitais.A agência reguladora destacou ainda que "a Procuradoria Federal junto à ANS também não identificou impedimento jurídico à participação do capital estrangeiro em operadoras de planos de saúde, mesmo que tenham rede própria, conforme consta em manifestação do ano de 2008".A UnitedHealth adquiriu 90% da Amil em uma transação de quase R$ 10 bilhões. Deste total, R$ 6,5 bilhões foram para os controladores, Edson Bueno e sua ex-mulher Dulce Pugliesi.A ANS informou ainda, em sua nota, que "não há qualquer alteração para os beneficiários das operadoras que pertencem à Amil Participações, assim como para os prestadores de serviços".Fonte: Valor Econômico – 23/10/2012 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

App - Wagner Advogados