logo wagner advogados
Há mais de 30 anos defendendo exclusivamente os trabalhadores | OAB/RS 1419
Presente em 13 estados.

Servidores da FUB receberão valores relativos a exercícios anteriores

Home / Informativos / Slideshow Wagner Destaques /

27 de julho, 2022

Novas decisões judiciais beneficiam servidores filiados ao SINTFUB que tiveram reconhecido o direito na via administrativa, mas sem os pagamentos dos valores.

Não são raras as situações em que a Administração, de forma voluntária, reconhece dever a seus servidores direitos os mais diversos. Essas parcelas podem estar relacionadas com o pagamento de adicionais de insalubridade, periculosidade, atrasados de férias, licenças legais, abono permanência, enfim, com todo e qualquer benefício previsto em lei.

Essas verbas possuem natureza alimentar e, teoricamente, sendo reconhecidas, deveriam ser pagas no menor prazo possível.

A realidade é outra. Tais direitos, mesmo reconhecidos, acabam ficando parados nos trâmites burocráticos e, via de regra, não são pagos em razão do argumento de falta de recursos ou de previsão orçamentária.

O entendimento do Judiciário sobre essa matéria é o de que, reconhecido administrativamente um direito, o seu pagamento deve ocorrer de forma imediata, sendo incabível o argumento de falta de recursos, ou de previsão orçamentária, para deixar pagá-lo.

Em razão disso que muitos servidores da Fundação Universidade de Brasília (FUB), após terem obtido o reconhecimento administrativo de valores relativos a parcelas diversas, mas sem qualquer pagamento do montante, procuraram o Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Universidade de Brasília (SINTFUB), e, com a assessoria jurídica de Wagner Advogados Associados, ingressaram com ações para pagamento imediato das dívidas já reconhecidas.

Nos últimos dias novas sentenças do Juizado Especial Federal foram publicadas, todas reconhecendo o direto ao pagamento dos créditos de forma imediata.

Das mesmas ainda cabem recursos.

Nos acompanhe nas redes sociais:

WhatsApp: (61) 3226-6937
Facebook: @WagnerAdvogados
Instagram: @wagner_advogados
Twitter: @W_advogados
YouTube WAA: bitly.com/canalwaa

Fonte: Wagner Advogados Associados