logo wagner advogados
Há mais de 30 anos defendendo exclusivamente os trabalhadores | OAB/RS 1419
Presente em 13 estados.

Reforma da Previdência é discutida em audiência pública

Home / Informativos / Wagner Destaques /

28 de março, 2017 por Poliana Nunes

Presidida pelo senador Paulo Paim, a audiência teve contribuições do advogado José Luis Wagner.

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) promoveu, nesta segunda-feira, dia 27, a audiência pública sobre as reformas trabalhista e previdenciária. A audiência no Senado Federal contou com a participação do advogado José Luis Wagner, de Wagner Advogados Associados e também com representantes de sindicatos e centrais sindicais.

O senador Paulo Paim (PT-RS), que presidiu a comissão, entende ser um grande erro a reforma proposta pelo atual governo brasileiro. “Para concordar com essas reformas, tem de ser muito do mau”, afirmou. Ademais, o senador lembrou que a reforma atingirá principalmente as classes mais baixas do país. “Nós estamos aqui, os meus filhos são filhos de senador, e o filho do peão, do trabalhador, do agricultor? Eles estão sendo desafiados. Se coloque do lado do trabalhador! É uma irresponsabilidade continuar com essa reforma.”

José Luis Wagner também partilha da opinião do senador Paulo Paim. “Quem defende são pessoas que tem outro poder aquisitivo. Pessoas com alto poder que defendem a reforma para os outros, não para eles e nem para os filhos deles”.

Outro ponto argumentado pelo advogado é o impacto que a reforma trará às mulheres. No caso das policiais civis e das professoras de ensino infantil, fundamental e médio, por exemplo, o tempo de contribuição é atualmente 25 anos. Com a reforma, passará para 49 anos, o dobro do tempo. José Luis Wagner reconhece a dupla jornada das mulheres, considerando as tarefas domésticas, e afirma que a reforma será uma injustiça. “Está se desfazendo uma justiça histórica que se tinha construído ao longo dos anos”, afirmou.

Dentre os diversos assuntos abordados por Wagner e pelos demais presentes, está o impacto sobre pensionistas, a criação de uma idade mínima para aposentadoria. Esses e outros assuntos estão presentes na Cartilha Crítica da Reforma da Previdência, elaborada por Wagner Advogados Associados. Veja acima a íntegra da manifestação de José Luis Wagner.

Fonte: Wagner Advogados Associados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

App - Wagner Advogados