logo wagner advogados
Há mais de 30 anos defendendo exclusivamente os trabalhadores | OAB/RS 1419
Presente em 15 estados.

Lewandowski pede reajuste salarial para o Judiciário em discurso de posse

Home / Informativos / Leis e Notícias /

11 de setembro, 2014 por Poliana Nunes

 

Ao lado da presidente Dilma Rousseff e dos presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) – representantes dos Poderes que definem os gastos públicos -, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, usou seu discurso de posse, na tarde desta quarta-feira (10/9), para cobrar reajuste salarial no Poder Judiciário.

 

"Particular atenção será dada à recuperação de suas perdas salariais, de modo a garantir-lhes uma remuneração condigna com o significativo múnus público que exercem, bem como assegurar-lhes adequadas condições materiais de trabalho, além de proporcionar-lhes a oportunidade de permanente aperfeiçoamento profissional mediante cursos e estágios aqui e no exterior", disse Lewandowski, ao mencionar as metas dos seus dois anos à frente da Corte.

 

No fim de agosto, o STF enviou ao Congresso proposta para elevar os vencimentos de juízes, desembargadores e ministros. Na proposta orçamentária para 2015, enviada pela presidente ao Congresso em 1º de setembro, no entanto, Dilma não atendeu aos pedidos de reajustes do Judiciário, do Ministério Público e do TCU.

 

Lewandowski foi fortemente aplaudido ao dizer que os magistrados estão com baixa autoestima. "Por fim, deveremos restaurar a autoestima dos honrados magistrados e operosos servidores do Poder Judiciário, cuja importância, no tocante à relevante tarefa de pacificação social, que realizam diuturna e anonimamente, não tem sido adequadamente reconhecida pela sociedade e autoridades em geral."

 

No discurso de posse, Lewandowski disse ainda que o STF vai procurar dar celeridade e efetividade aos processos que chegam a Corte.

 

Fonte: Correio Braziliense – 10/09/2014

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

App - Wagner Advogados