logo wagner advogados
Há mais de 30 anos defendendo exclusivamente os trabalhadores | OAB/RS 1419
Presente em 13 estados.

JORNAL DO BRASIL: O PODER DE FÉRIAS

Home / Informativos / Leis e Notícias /

05 de janeiro, 2010 por Poliana Nunes

BRASÍLIA – O ano de 2010 começou com a Esplanada dos Ministérios, região em Brasília que concentra a maior parte dos órgãos públicos federais, em clima de férias. Pelo menos 23 dos 37 ministros entraram o ano de férias ou partem para o descanso agora no início deste mês. Dos 23 que tiraram folga, apenas cinco devem voltar ao trabalho nos próximos dias.

Em um ano eleitoral, sinônimo de agenda cheia e muito trabalho, e com ministros dispostos a disputar cargos eletivos, a preferência da maioria dos ministros foi pelo descanso logo no início do ano e no mesmo período em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva passa férias na Bahia. A volta de Lula ao trabalho está prevista para a próxima segunda-feira.

Entes os que aproveitam as férias estão alguns dos ministros de primeiro escalão do governo, como Paulo Bernardo, do Planejamento, e Guido Mantega, da Fazenda, Dilma Rousseff, chefe da Casa Civil, Carlos Minc, do Meio Ambiente, José Gomes Temporão, da Saúde, Hélio Costa, das Comunicações, Juca Ferreira, da Cultura, Nelson Jobim, da Defesa, Orlando Silva, do Esporte, e Tarso Genro, da Justiça, entre outros.

O clima de férias de início de ano não está apenas no Executivo. Na Câmara e no Senado, o recesso parlamentar começou no dia 23 de dezembro e o retorno ao trabalho está previsto apenas para 2 de fevereiro. No Judiciário, o Supremo Tribunal Federal iniciou o recesso no dia 20 de dezembro e a volta está marcada para 1º de fevereiro.

O presidente Lula, de férias na Base Naval de Aratu, em Salvador, saiu segunda-feira pela primeira vez para tomar banho de mar na praia de Inema. O presidente escolheu o dia mais chuvoso desde que chegou à Bahia, no dia 31 de dezembro, para sair com a primeira dama, Marisa Letícia, e outros familiares.

Acompanhado também pelo general Gonçalves Dias, responsável pela segurança do presidente, Lula chegou ainda pela manhã à área mais remota da praia, a cerca de um quilômetro do local onde civis têm acesso – o píer da praia de São Tomé do Paripe, no subúrbio ferroviário da capital baiana, em torno de 40 quilômetros do centro da cidade. Por causa da chuva, a maioria dos acompanhantes do presidente não se dispôs a entrar no mar, mas Lula nadou por cerca de meia hora antes de retornar para a praia por mais 15 minutos quando começou a chover no local. Logo ao chegar à mesa, Lula pegou uma lata em uma caixa de isopor colocada ao lado e foi conversar com os presentes.

O céu estava nublado, mas isso não desestimulou o presidente, vestido com uma sunga azul, de dar um mergulho no mar. De chapéu e vestido branco, Marisa não acompanhou Lula: ficou em uma mesa, instalada sob um toldo, conversando com duas mulheres.

Cerca de 20 minutos depois, o presidente voltou ao mar – mesmo sendo possível escutar, da praia, uma série de trovões. Ficou por mais 15 minutos na água até voltar à areia. Foi Lula quem levou o isopor de volta, na cabeça, às instalações da base naval. O presidente está na base de Aratu desde quarta-feira passada, onde passou a virada do ano acompanhado de familiares e convidados.

Fonte: Jornal do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

App - Wagner Advogados