logo wagner advogados
Há mais de 30 anos defendendo exclusivamente os trabalhadores | OAB/RS 1419
Presente em 12 estados.

Greve das universidades federais completa uma semana

Home / Informativos / Leis e Notícias /

05 de junho, 2015 por Poliana Nunes

Professores paralisaram atividades em 23 instituições, servidores técnico-administrativos se recusam a trabalhar em 45

Com a participação de 23 universidades federais, a greve dos professores federais completa uma semana nesta quarta-feira (3). Uma das principais reivindicações é a melhora nas condições de trabalho e a valorização da profissão. Servidores técnico-administrativos de 45 instituições de ensino – inclusive a Universidade de Brasília (UnB) – também se encontram em greve desde quinta-feira (28).

“O movimento é crescente e com importantes atividades dentro das instituições federais”, comenta o presidente do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes -SN), Paulo Rizzo.

Rizzo destaca que a expectativa é que a greve nacional se amplie ainda mais, pois estão previstas várias assembleias que discutirão a adesão ao movimento. “Na próxima semana, devemos intensificar ações conjuntas com os servidores técnicos, que estão em greve em quase todas as universidades federais, e com os estudantes, que também paralisaram em várias instituições”, afirma.

Esclarecimentos

Em 11 de junho, representantes dos comandos de greve do Andes-SN e da Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil  (Fasubra), participarão da reunião do conselho pleno da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino (Andifes), aproveitando o espaço para conversar sobre os motivos da greve e questionar os reitores acerca dos cortes nos orçamentos das instituições federais de ensino superior, impostos pelo governo federal.

Principais pontos da pauta de reivindicações

– Defesa do caráter público da universidade
– Melhores condições de trabalho
– Garantia de autonomia
– Reestruturação da carreira docente
– Valorização salarial de ativos e aposentados

Confira as universidades federais em que os docentes estão em greve

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí
Universidade Federal do Acre
Universidade Federal do Amapá
Universidade Federal Rural da Amazônia
Universidade Federal do Pará
Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
Universidade Federal de Rondônia
Universidade Federal Rural do Semiárido
Universidade Federal de Alagoas
Universidade Federal de Sergipe
Universidade Federal da Paraíba
Universidade Federal do Oeste da Bahia
Universidade Federal do Mato Grosso
Universidade Federal do Mato Grosso – Rondonópolis
Universidade Federal do Maranhão
Universidade Federal da Grande Dourados
Universidade Federal de Tocantins
Universidade Federal Fluminense
Universidade Federal da Bahia
Universidade Federal do Oeste do Pará
Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
Universidade Federal de Campina Grande
Universidade de Federal da Paraíba – Cajazeiras

Confira as universidades federais em que os servidores técnico-administrativos estão em greve

Universidade Federal do Amazonas
Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Federal Rural de Pernambuco
Universidade Federal de Pernambuco
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Universidade Federal do Piauí
Universidade Federal do Sul da Bahia
Universidade de Brasília
Universidade Federal do Espírito Santo
Universidade Federal de Juiz de Fora
Universidade Federal de Viçosa
Universidade Federal de Uberlândia
Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Universidade Federal de Goiás
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Universidade Federal de Minas Gerais
Universidade Federal de São João del-Rei
Universidade Federal de Ouro Preto
Universidade Federal de Lavras
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Universidade Federal do Rio de Janeiro
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Universidade Federal do ABC
Universidade Federal de São Carlos
Universidade Federal de São Paulo
Universidade Federal do Acre
Universidade Federal do Amapá
Universidade Federal Rural da Amazônia
Universidade Federal do Pará
Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
Universidade Federal de Rondônia
Universidade Federal Rural do Semiárido
Universidade Federal de Alagoas
Universidade Federal de Sergipe
Universidade Federal da Paraíba
Universidade Federal do Oeste da Bahia
Universidade Federal do Mato Grosso
Universidade Federal da Grande Dourados
Universidade Federal de Tocantins
Universidade Federal Fluminense
Universidade Federal da Bahia
Universidade Federal do Oeste do Pará
Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
Universidade Federal de Campina Grande

Fonte: Correio Braziliense
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

App - Wagner Advogados