logo wagner advogados
Há mais de 30 anos defendendo exclusivamente os trabalhadores | OAB/RS 1419
Presente em 15 estados.

CORREIO BRAZILIENSE: GOVERNO CONVOCA 1.301 APROVADOS

Home / Informativos / Leis e Notícias /

23 de julho, 2010 por Poliana Nunes

 
O Ministério do Planejamento autorizou a nomeação de 1,3 mil servidores divididos em quatro órgãos: Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Polícia Federal, Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e Banco Central do Brasil. As quatro portarias foram publicadas no Diário Oficial da União de ontem. Todas se referem a concursos cuja homologação do resultado ocorreu antes do último dia 3, portanto estão livres de qualquer impedimento por parte da legislação eleitoral(1). Só nos últimos 12 dias antes da data-limite para homologação, pelo menos 20 órgãos participaram de uma verdadeira corrida para garantir o direito de nomear funcionários. O resultado do concurso para o MTE, por exemplo, só foi publicado no último dia 30, três dias antes da data-limite.
 
A homologação consiste em publicar no D.O. o resultado com os nomes dos aprovados no concurso. Só após essa formalidade, os funcionários podem ser contratados. Os órgãos que não homologaram seus concursos até o último dia 3, data que marcou três meses de antecedência das eleições, só poderão nomear empregados em 2011. Na Aneel serão 47 nomeações de candidatos aprovados no concurso público para o cargo de técnico administrativo, autorizado em 14 de janeiro. O preenchimento dos cargos ocorrerá do mês que vem. O órgão homologou o resultado do concurso público no último dia 29, com os nomes de 186 aprovados e salários de até R$ 9,3 mil.
 
Outros
 
Na Polícia Federal foram autorizadas nomeações de 520 servidores: 338 para o cargo de escrivão e 182 para agente. O concurso havia sido autorizado em junho do ano passado. As contratações devem ocorrer ainda neste mês. Para o Banco Central do Brasil foram autorizadas as nomeações de 500 candidatos aprovados no concurso público para os níveis de analista e técnico, autorizado em julho do ano passado. As nomeações só foram possíveis porque o BC também participou da corrida observada no fim do mês passado, e só teve a homologação do resultado garantida no último dia 22. As vagas estão divididas em 150 para técnico e 350 para analista. Os novos funcionários começam a trabalhar em grupos a partir deste mês até agosto, com salários de até R$ 12,9 mil.
 
No Ministério do Trabalho e Emprego foram autorizadas nomeações de 234 candidatos aprovados no concurso público para o cargo de auditor-fiscal do trabalho, autorizado em setembro do ano passado. O provimento dos cargos deverá ocorrer a partir do mês que vem e os salários vão até R$ 13 mil.
 
FONTE: CORREIO BRAZILIENSE – 23/07/2010
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

App - Wagner Advogados