logo wagner advogados
Há mais de 30 anos defendendo exclusivamente os trabalhadores | OAB/RS 1419
Presente em 12 estados.

Agravo de instrumento. Licença-maternidade. Adoção. Equiparação. Constituição federal.

Home / Informativos / Jurídico /

24 de setembro, 2013 por Poliana Nunes

1. As turmas de Direito Administrativo deste Tribunal já se manifestaram, em decisões esparsas, pelo deferimento de licença à servidora pública mãe adotante por igual período ao previsto para a mãe biológica, aliás, como já acontece com  as mães empregadas celetistas desde a edição da Lei 12.010/2009, que revogou parágrafos do art. 392-A da CLT, que estabeleciam a distinção.

2. O entendimento assenta-se nas regras constitucionais de proteção à maternidade e à infância, não havendo fundamento que justifique o tratamento anti-isonômico entre mãe biológica e mãe adotiva. TRF4, Agravo de Instrumento Nº 5005989-93.2013.404.0000, 4ª Turma, Juiz Federal Caio Roberto Souto de Moura, por unanimidade, juntado aos autos em 19.07.2013. Boletim Jurídico nº 138

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

App - Wagner Advogados